RMJI – CAPÍTULO 02: VILA DO TOURO VERDE

Tradução: Butcher   |   Revisão: Derow

A casa onde Han Li morava fazia parte de uma pequena vila, mas na verdade fazia parte de uma grande vila, a vila do touro verde. Apenas aqueles que viviam na região montanhosa e nativos sem conhecimento do mundo exterior chamavam a vila da Vila do Touro Verde. A única razão por Han Li saber disso é por conta de ser informado por seu Tio Zhang, que esteve trabalhando como um porteiro por dez anos.

A vila do Touro Verde não era muito grande. Só tinha uma rua principal, conhecida como Rua do Touro Verde, que ia dos limites leste e oeste da vila. Havia apenas uma taverna na vila, localizada no limite oeste. Para qualquer mercador viajante que não queria dormir na rua, essa taverna era a única solução.

Havia uma única rua para carruagens na parte oeste da Vila do Touro Verde. Corria dos portões da vila até a Taverna do Touro Verde até o Restaurante da Fragrância da Primavera, o único lugar onde alguém visitaria além da taverna.

O Restaurante da Fragrância da Primavera não era tão grande e era na verdade bem fora de moda. Entretanto, esse estabelecimento tinha certo charme que chama atenção de muitos viajantes. Todo dia a tarde, sempre havia uma multidão de pessoas, tornando o lugar constantemente lotado.

Um homem barbudo com um rosto redondo surgiu de uma carruagem junto de um pequeno garoto gorducho de pele escura que parecia ter dez anos. Ambos andaram até o restaurante com arrogância. Todos os clientes normais sabiam quem era esse homem. Ele era o gerente do restaurante, “Gordo Han”. O garoto, entretanto, não era alguém com quem eram familiares.

“Elder Han, esse garoto bronzeado é muito parecido com o senhor. Poderia ser o filho de uma prostituta com quem passou a noite?” alguém brincou.

No momento que a piada foi dita, todo o restaurante eclodiu em risadas.

“Peh! Esse é o filho do meu irmão de sangue, meu próprio sobrinho! É claro que ele parece comigo.” Gordo Han disse isso orgulhosamente ao invés de se irritar.

Essa dupla viajou três dias inteiro sem descansar antes de chegar à vila. Eles eram Han Li e seu Terceiro Tio, que era conhecido como “Gordo Han” pelos cidadãos.

Gordo Han cumprimentou alguns clientes regulares antes de levar Han Li para trás do restaurante, e entrarem num jardim remoto.

“Xiao Li, você deve descansar aqui por um tempo. Quando a hora dos Exames para Discípulo Interno chegar, eu te chamarei. Por enquanto, eu devo sair par atender alguns clientes.” Gordo Han apontou para um quarto ao lado do jardim e mencionou gentilmente para Han Li entrar nele.

 (Nota: “Xiao”, significa “pequeno”)

Após dizer isso, o Terceiro Tio de Han Li se virou e voltou apressadamente para o restaurante para atender seus clientes.

Assim que chegou na porta, ele sentiu certo peso em seu coração e lembrou Han Li, “Não saia daqui você pode se perder na vila se for passear, então é melhor não sair desse jardim.”

“En!”

Ouvindo a resposta honesta de Han Li, ele acenou com a cabeça em alívio e saiu.

Após seu Terceiro Tio sair do jardim, Han Li repentinamente se sentiu exausto. No momento em que sua cabeça pousou no travesseiro, ele caiu em um sono profundo e começou a roncar, surpreendentemente sem o medo de uma criança normalmente estando em um lugar desconhecido.

Quando a noite chegou, um servo veio com um pouco de comida. Embora não era um banquete, ainda era deliciosa. Após Han Li ter comido, o servo estava limpando os pratos restantes quando o seu tio entrou.

“Como estava? A comida foi do seu gosto? Sente falta de casa?”

“Sim, sinto falta de casa…” Han Li respondeu com sua voz infantil.

O Terceiro Tio parecia satisfeito com a resposta de Han Li. Ele começou a falar sua sua vida diária e contou diversas de suas experiências. Gradualmente, Han Li ficou menos tímido e começo a rir e falar com seu Terceiro Tio.

DESTE MODO, DOIS DIAS SE PASSARAM RAPIDAMENTE.

No terceiro dia, após Han Li terminar o jantar, ele estava esperando pelas histórias de seu tio sobre Jiang Hu, quando uma carruagem parou na frente da porta do restaurante.

Nota: Jian Hu – Mundo das artes marciais.

Essa carruagem era pintada de um preto brilhante e até mesmo o cavalo era um corcel dourado raramente visto. Mas o que mais atraiu a atenção era que na armação da carruagem estava a palavra “mistério” escrita em letras prateadas no meio de um triângulo vermelho destacando uma bandeira preta. A imagem emitia um ar desconfortável.

Vendo isso, todos peritos em artes marciais na área sabiam que a carruagem pertencia a um dos dois senhores da área, a Seita dos Sete Mistérios. Parecia que um estimado convidado chegou na Vila do Touro Verde.

A Seita dos Sete Mistérios era previamente conhecida como Seita dos Sete Supremos. Duzentos anos atrás, a seita se estabeleceu por um mestre marcial extremamente famoso chamado “Soberano dos Sete Supremos”. Tendo uma vez dominado a Província Jing e a próxima Província Shu por algumas décadas, o Soberano dos Sete supremos era bem famoso. Mas após ele ser infligido por uma doença, o poder da Seita dos Sete Mistérios levou um golpe devastador e sua influência caiu drasticamente. No final, a Seta dos Sete Mistérios foi expulsa da cidade principal da província Jing pela força combinada das seitas rivais. Cem anos atrás, a seita foi forçada a se realocar para uma área extremamente remota chamada de Montanha do Arco-íris Celestial. Daí em diante eles reconstruíram suas raízes naquela região de terceira categoria e se tornaram uma casa poderosa.

Localmente, o único outro poder que podia rivalizar com a Seita dos Sete Mistérios era a Gangue do Lobo Selvagem.

A Gangue do Lobo Selvagem era originalmente uma gangue de bandidos a cavalo da Província Jing que não hesitava em queimar, matar, pilhar e saquear. Após um tempo, um exército foi despachado pela corte imperial e suprimiu ferozmente os bandidos. Alguns dos bandidos aceitaram a anistia que lhes foi concedida pelo tribunal imperial, enquanto os bandidos restantes se estabeleceram como a Gangue do Lobo Selvagem. A Gangue do Lobo Selvagem era extremamente cruel e sanguinária, mantendo suas características anteriores de não hesitar em cometer atrocidades. Assim, sempre que se enfrentam, a Seita dos Sete Mistérios sempre está em desvantagem.

Mesmo que A Gangue do Lobo Selvagem controlasse mais vilas que a Seita dos Sete Mistérios, a gangue não sabia como administrar as vilas eficientemente para montar um negócio e gerar renda. Em comparação, a riqueza das vilas controladas pela Seita dos Sete Mistérios supera vastamente daquelas sob o controle da Gangue do Lobo Selvagem. Invejando a Seita dos Sete Mistérios, a Gangue do Lobo Selvagem fez planos para tomar o território da seita, resultando em um longo conflito entre os dois grandes poderes. O conflito deu ao atual líder da seita dos Sete Mistérios dores de cabeça intermináveis. Por conta disso, a seita tem aceitado um crescente número de discípulos nos últimos anos.

Após a carruagem parar, um magro homem de quarenta anos desceu. Seus movimentos eram extremamente ágeis, indicando que ele era um poderoso perito. Ele parecia bem familiar com o restaurante do Gordo Han e andou pomposamente até o quarto onde Han Li residia.

Ao ver o homem de quarenta anos, Gordo Han imediatamente o cumprimentou respeitosamente.

“Protetor Wang, porque uma pessoa tão estimada quanto você fez pessoalmente a viagem?”

“Humph!”. Protetor Wang resmungou friamente.

“As ruas aqui não têm estado pacíficas ultimamente. Por conta disso, há necessidade de fortalecer as defesas. Assim, os elders ordenaram que eu pessoalmente viesse. Não fale mais nada. Esta é a criança que queria indicar?”

“Sim, sim, esse é o meu sobrinho. Espero que o Protetor Wang possa cuidar bem dele.”

Vendo o olhar impaciente na face do Protetor Wang, o Terceiro Tio imediatamente pegou uma bolsa que parecia bem pesada e passou secretamente ao Protetor Wang.

Após checar o peso da bolsa, a impaciência do Protetor Wang pareceu ter se aliviado.

“Gordo Han, você realmente sabe como se comportar! Na volta, eu terei certeza que todas as necessidades do seu sobrinho sejam cuidadas. De qualquer modo, está ficando bem tarde agora. É melhor irmos indo.”